quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

Não vencemos todas as enquetes

Já escrevi sobre isso, mas vira e mexe, a questão volta. É inquietante porque poderíamos optar por um caminho cômodo, o de escolhermos um filme entre os que estão em cartaz, sem tantas personalizações cinema a cinema, cidade a cidade. Selecionar os títulos que julgarmos que agradaria à maioria e pronto. Ou deixaríamos os cinemas designarem o que fica mais fácil para eles.

Só que acreditamos no processo de escolha pelas mães e entendemos que a diversidade de gostos pode ser respeitada, mesmo que dê trabalho.


Às vezes, parece que alguém "manipulou" o resultado, eu sei. Mas tenha certeza, não mexemos no desejo das mães. Há fatores que entram em jogo fazem com que o vencedor de uma enquete, mesmo ganhando de lavada, não entre em cartaz no CineMaterna. Pode ter saído de cartaz, como foi o caso de Rogue One - Uma História Star Wars. O filme estreou próximo ao Natal e quando pedimos o filme, duas semanas depois, já estava saindo de cartaz. Foi uma decepção para nós também. Ouvimos alguns protestos veementes, que poderíamos ter evitado se estivéssemos optado pelo caminho seguro de nem colocar este título em enquete. Ficaríamos na eterna dúvida se deveríamos ter ao menos tentado.

O mesmo filme também pode se repetir em mais de um cinema na mesma cidade. Queríamos ter filmes inéditos sempre, mas a oferta de estreias não é suficiente. Por exemplo, atualmente, Minha Mãe é uma Peça 2 domina as sessões, a maioria, re-ple-ta de famílias com bebês. Agora que estreia La La Land, dá para trocar o filme? Colocamos em enquete, ganhou algumas, mas tivemos negativa por parte de um cinema, decepção que me inspirou a escrever aqui. Recusaram porque a sessão de La La Land é às 16h e não às 14h, horário do CineMaterna. Insisto com a rede de cinemas, quase de joelhos, sabendo a trabalheira que é operacionalizar a sessão de um filme em um horário diferente dos demais dias da semana. A negativa é reiterada, pois em janeiro, alta temporada, os cinemas ficam lotados e os pedidos especiais não podem ser atendidos. Compreensível.

Quando negociamos com os cinemas também ficamos na torcida para conseguir colocar em cartaz o maior número de títulos favoritos do público nos cinemas. O objetivo do CineMaterna é reintegrar as mães recém-nascidas à vida social através de um programa cultural que, para ser bacana, requer um filme interessante para elas. Não é o nosso gosto para filme que conta, não é achômetro. É a escolha da maioria, que precisamos encaixar na programação e logística dos cinemas. Em 90% dos casos somos bem sucedidas. Nos 10% restantes, lamentamos, mas não desanimamos e seguimos com nossa nobre missão!