segunda-feira, 30 de novembro de 2015

Juntas desde 2009!

Prata da casa: Thais Badim. Texto de Ligia Ximenes.

Pequenos prazeres que só experimenta quem frequenta o CineMaterna?

_ Quando você não precisa parar de assistir ao filme para trocar fraldas;
_ Quando algum outro bebê que já engatinha ou anda vem interagir com você no meio da sessão;
_ Quando, no meio do filme, começa aquela sinfonia de choros - e, de repente, todos ficam novamente em silêncio, ao mesmo tempo.

Quem conta é a Thais Badim, mãe de Flora e do Bento, e voluntária do CineMaterna desde 2009, quando começaram as sessões amigas de mães e bebês em Santos (SP). E como foi que ela veio parar nos bastidores?

Thais em janeiro de 2011,
prester a parir Bento, seu segundo filho
Eu já havia voltado a morar na cidade e, quando soube que estavam procurando voluntárias, me candidatei, pois frequentei muitas sessões em São Paulo [quando a primogênita era um bebê de três meses]. Era muito grata ao projeto, por ter me proporcionado ótimo momentos, por ter conhecido pessoas bacanas nas sessões, por ter me divertido muito.

Como boa pink, Thais sabe que o dia termina bem quando as mães saem conversando, interagindo, sorrindo. E este sorriso é a meta dela também no outro projeto a que se dedica, dentro do Instituto Querô. A instituição sem fins lucrativos desenvolve ações audiovisuais para promover a cidadania e o empreendedorismo de jovens em situação de risco.

E como mãe é mãe, e só muda de endereço, sim, ela acorda cedo todos os dias, às seis, “mesmo que vá contra a minha natureza”, para aprontar as coisas e levar os filhos à escola. Quando a agenda está livre, gosta de ir à praia com os pequenos, e de ler, e de preencher a vida com a voz da Nina Simone.

Thais, gratidão por sua companhia e todo o carinho!

Thais em foto atual, com Flora e Bento (arquivo pessoal)

Nenhum comentário:

Postar um comentário