quinta-feira, 2 de outubro de 2014

Seis conselhos de uma mãe empreendedora

Reprodução de artigo publicado no site Pequenas Empresas & Grandes Negócios em 24/06/2014. Veja o original aqui.

A chegada de um bebê é transformadora para mulheres. Ao mesmo tempo em que a vida pessoal é afetada, a maternidade também é capaz de mudar a vida profissional das novas mães.

Taís Viana é engenheira e uma das idealizadoras do CineMaterna, programa que promove sessões de cinema para mães e pais com bebês de até 18 meses. Ela e sua sócia Irene Nagashima se envolveram no projeto após ganharem seus bebês.

Nesses encontros, elas também promovem conversas informais com os pais. Muitas vezes é abordado o empreendedorismo. Abaixo, seis conselhos que elas costumam dar para as mães que desejam trilhar este caminho.

1. O jeito mãe empreendedora de ser
Assim como mães costumam ser especialmente habilidosas com os filhos, sabendo como ninguém dar um colo carinhoso, elas também empreendem do seu jeito. Para Taís, o empreendedorismo apresenta uma alternativa para suprir demandas pessoais. “Para atender nosso anseio de alimentar tanto o lado profissional como o materno, criamos nossa forma de trabalhar: adotamos o home office, para ficarmos próximas aos bebês”, diz. Mães no mundo dos negócios devem respeitar suas necessidades, ao mesmo tempo em que investem em suas ideias.

Taís Viana, engenheira e 
co-fundadora do 
CineMaterna
2. Multitarefa
Trabalhar em casa não é tão simples como parece no início. Antes de optar pelo home office, é preciso montar um esquema que inclui telefone, celular, internet, babá e um local isolado de trabalho. Depois de pensar na infraestrutura, é necessário ter disciplina para respeitá-la. Frequentemente não haverá um escritório físico para reuniões. Cafés, restaurantes e outros lugares públicos são boas alternativas.

3. Tecnologia amiga
Mães empreendedoras costumam realizar diversas tarefas ao mesmo tempo e a tecnologia pode dar uma mão nessas horas. “Dropbox, Skype, WhatsApp, Google Apps e outros aplicativos fazem parte da nossa rotina. A tecnologia é nossa grande aliada para manter o alinhamento com equipes”, afirma Taís.
4. Prioridades claras
Se você é mãe, então entende que sua prioridade será seu filho. Nada será mais importante do que uma reunião na escola ou até mesmo uma simples febre. É preciso deixar isso claro para as pessoas que trabalham com você diariamente. “O fato é que muitas surpresas podem acontecer no nosso dia. Mãe às vezes se ausenta.”

5. Apoio ao planejamento familiar
Ser mãe no mundo dos negócios já não é fácil por si só. A realidade é ainda mais complicada quando não se tem o apoio da equipe. Taís aconselha incentivar e celebrar a maternidade com as mulheres que estejam tentando engravidar. “Sabemos que a força do nosso grupo contribui para o sucesso da mãe”, diz.

6. Novos hábitos
Mães no trabalho devem formar uma irmandade para compartilhar experiências e se apoiarem. Dessa forma, elas aprenderão novos recursos para continuarem sendo práticas na vida profissional e pessoal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário