quarta-feira, 25 de setembro de 2013

Maternidade é carreira

Se você é mãe, provavelmente já passou (ou passa) esse dilema: trabalhar ou ficar em casa com os filhos? Abaixo o infográfico que mostra o resultado da pesquisa da Hulafrog com 2.127 mães americanas com filhos menores de 18 anos, 98% com menos de 12.

Idealmente, 65% quer algo intermediário, um trabalho de meio período. Entre as que optam por sair do mercado de trabalho, 89% se preocupa sobre seu retorno.

Das mulheres que optaram por parar de trabalhar, 57% declara que teria continuado se tivesse encontrado algo que a permitisse trabalhar de casa. Para 74% das mães, a prioridade em um emprego é a flexibilidade de horário e 59% das mulheres aceitaria receber menos por um trabalho que oferecesse esta possibilidade.

A pesquisa é americana, a realidade é diferente da brasileira, mas não acho que as necessidades profissionais das mães sejam distintas. Talvez mudem um pouco os percentuais, mas o cenário geral é o mesmo. Mulheres que se tornam mães repensam sua vida profissional. Podem não mudá-la por falta de opção, por necessidade econômica, ou por planejamento profissional.

Tenho contato com muitas mulheres no pós-parto, de todas as regiões do Brasil e sim, um filho muda as perspectivas e as ambições para a maioria. Vejo que muitas estranham a falta de vontade de voltar ao trabalho, jamais imaginaram que algum dia sentiriam isso. Já vi mulheres ficarem felizes por terem sido demitidas ao voltarem da licença-maternidade. "Decidiram o dilema por mim" - dizem.

O que difere bastante entre o cenário americano e o brasileiro é que aqui, há poucas possibilidades de trabalhar de casa, o chamado home office, e são poucas as ofertas de empregos de meio período. Não que sejam abundantes no mercado americano, vide o resultado da pesquisa.

O que vejo de positivo é que muitas mulheres repensam sua carreira e reinventam sua vida profissional. Algumas empreendem, outras colocam limites à sua dedicação ao trabalho. Sim, queremos nossas mentes ativas e produtivas profissionalmente, sem deixar de olhar para aqueles que mudaram nossa vida para sempre.

Moms@Work

2 comentários:

  1. Tenho uma academia, e optei por ficar o tempo todo com meu filho, não queria coloca-lo em berçario... e trago ele todos os dias para trabalhar, assim passo mais tempo com ele...e foi pensando nisso que aproveitei um tempo que tenho vago na academia montei uma aula especial para mamães, que assim como eu gostaria de cuidar do corpo mas estando com o filho o tempo todo... assim fico o dia todo com meu bebê na academia!!!!

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Não conhecia o blog, gostei e já estou acompanhando.
    Tenho dois filhos e deixei de trabalhar para passar mais tempo com eles.
    A infância é a fase em que o bebê mais precisa da presença da mãe.
    Tenha um ótimo dia!
    Carinhosamente

    Blog: Femme Digital

    ResponderExcluir