sábado, 7 de setembro de 2013

A Bela da Tarde

Ter uma gravidíssima na equipe gera situações assim:

Taís Viana liga para Gláucia Colebrusco e diz:
- Estou aqui na Maternidade X e adivinha quem encontrei aqui?
Gláucia, obviamente, acha que Izabella Loiola, nossa barriguda-mor está parindo. Já estava dando pulos de alegria, quando descobre que não, não é a Iza. Afinal, ela ainda está de 36 semanas, é cedo.

Sábado de manhã, uns 10 dias depois, atendo o telefone em casa:
- Oi Iza!
- Você já sabe né? - diz ela.
Paraliso. Nasceu?
Ela continua: você sabe que sou eu, tem identificador de chamada, né?
Ah, era isso?

Os dias passam. A ansiedade da Iza aumenta a níveis quase intoleráveis para ela. Ela, que passou por uma cesárea no nascimento da Lili, sua primogênita, sonha com um parto normal para Lino. Evitamos ficar ligando, perguntando como ela está. Assiste a O Renascimento do Parto e declara: não vai cair de jeito nenhum em outra "desnecesárea".

Iza, ainda nas 38 semanas
Foto: Simone Novato

Passa das 40 semanas, quase 41. Gláucia liga, celulares na caixa postal. Será que está parindo? Não, estava fazendo ultrassom.

Hoje, sábado, recebo uma ligação. "Nasceu, viu?" - me fala uma voz trêmula e emocionada. Parto lindo, natural, de cócoras, rápido. Lino chegou mostrando que, sim, mulheres podem parir.

Izabella, que tem um dos sorrisos mais lindos que conheço, está sorrindo de forma ainda mais bela.

4 comentários:

  1. Aiiii, que linda!!!! E que o Lino tenha cicatrizado a alma dessa mãe... ;)
    bjs

    ResponderExcluir
  2. Parabéns, Iza! Logo mais a gente se encontra em uma sessão!!!!!! Beijos, Milena Ramos

    ResponderExcluir
  3. Parabéns, Iza!!! Adorei saber que você teve o parto de seus sonhos.
    Bj. Jorge Kuhn

    ResponderExcluir