quinta-feira, 28 de junho de 2012

Lançamento no Mueller Joinville (SC)

Joinville, 500 mil habitantes, cidade mais populosa de Santa Catarina. Colonizada por alemães, 19cidade a receber o CineMaterna, com patrocínio do Shopping Mueller

Já escolhemos o prédio de nossa sede! :P
Placas no aeroporto em três línguas.
Se você é mãe ou pai, é bom saber dizer 'Wickelraum'! 

Chegar à cidade a partir de São Paulo pode ser por um voo de 45 minutos ou com viagem de avião, complementada por ônibus, totalizando mais de três horas. Isso porque, em função das condições climáticas, o aeroporto de Joinville fecha com frequência e os voos são deslocados para outros aeroportos. Assim, não é raro comprar uma passagem de avião e ganhar "de brinde" uma de ônibus! Veja minha estatística pessoal: índice de 25%, pois, de quatro viagens, uma foi "premiada", justamente a de ida para o lançamento.

Aeroporto de Joinville

Por sorte, chegamos um dia antes e o atraso não prejudicou, apenas cansou. 

Como se não bastasse a emoção de chegar em outro aeroporto que o de destino, ainda tivemos mais um imprevisto: Taís Viana esqueceu de reservar hotel e Joinville estava sem nenhuma vaga por causa de um grande evento. Tatiana Storni conseguiu, depois de muitas ligações, um hotel de origem duvidosa: não estava listado no Tripadvisor, a pessoa que atendia ao telefone não identificava o hotel, a dona do estabelecimento pediu meu nome e achando complicado o sobrenome Nagashima, contentou-se com o Irene para efetuar a reserva. Nenhum telefone, e-mail ou cartão de crédito solicitados. A diária? R$ 30! 

Por acaso, a Alessandra Fischer, nossa coordenadora-geral na cidade, me perguntou onde ficaríamos. Contei a saga e ela nos proibiu de ficar no tal lugar, onde temia por nossa segurança - e nossa reputação, rs. Resultado: ganhamos hospedagem VIP em sua casa, com direito a dois quartos, comida caseira e duas irmãs boas de papo. 

Café da manhã caseiro, Valéria à mesa e Alessandra ao fundo,
ambas na equipe de Joinville
Detalhe da parede da cozinha, de azulejos antigos
Meia da sorte da Alessandra

O cinema do Shopping Mueller Joinville tem apenas três salas e recebe uma quantidade de filmes muito pequena, o que dificulta a realização de enquetes. Por ser lançamento, já descartamos os filmes de ação (apelidados de "filmes de menino") e os infantis. Para não arriscar com um filme inadequado, conversei com a Paris Filmes, distribuidora de Solteiros Com Filhos, excelente para o público do CineMaterna: comédia e romance, com situações envolvendo o nascimento dos filhos nas famílias. E não é que a distribuidora topou enviar a película só para o lançamento? Atualíssimo e inédito na cidade, em sessão única e exclusiva do CineMaterna! Chique demais!!!

Cartaz do filme em Joinville, só para nós!

Estávamos todas um tanto apreensivas para o lançamento em Joinville. Divulgar para um bom contingente de mães com bebês estava se mostrando tarefa mais árdua do que em outras cidades. Estávamos preparadas para receber em torno de 20 famílias. 

Taís e Alessandra, com dor de barriga de ansiedade, na bilheteria

Quer saber quantas pessoas vieram? O triplo!!! Ninguém acreditava: gerência do shopping, nossa equipe, jornalistas, funcionários do cinema, Taís e eu: todos surpresos com os carrinhos que abarrotavam a área sob a tela.















Mais fotos no Flickr do CineMaterna.  

Felicidade, para nós, é isso: olhar as mães assistindo a um filme com o prazer de quem está retomando um pedacinho de sua vida social. Vê-las saindo com sorriso no rosto e a promessa de voltar outras vezes. Devolver às mulheres um pouco do tempo e da atenção que por um momento da vida, ficam dedicados exclusivamente a um bebê.






Troca de gentilezas entre as equipes que viabilizaram o evento em Joinville:
Shopping Mueller e CineMaterna

segunda-feira, 25 de junho de 2012

O que é, o que é?

Três fotos, três gêneros de filme. Consegue saber qual tipo de filme elas estão assistindo em cada uma das imagens?




Não preciso colocar a resposta, né? Escalei um elenco de primeira!

quinta-feira, 21 de junho de 2012

Capturada pela rede social

Ela chegou de mansinho. Vinha assiduamente ao cinema com sua filha. Sua bebê "venceu" (fez 18 meses) e ela passou a ser uma voluntária pink. Não resistimos e a convidamos para se aproximar ainda mais, entrar para a "matriz", composta por 10 pessoas que fazem o CineMaterna acontecer.

Ligia Ximenes, mãe da Cora, começou cobrindo a licença-maternidade da Camila Goytacaz.

Camila e Ligia, na passagem de bastão

Jornalista, assumiu as redes sociais do CineMaterna. Mergulhou no universo de 50 sessões mensais, inicialmente perdida no meio das 40 siglas de cinema em 20 cidades. Logo dominou a área e nos apresentou um novo olhar sobre o mundo da Internet. Passa o dia no Twitter e Facebook e ainda recebe elogios por isso!

Uma das facetas da Ligia

Três meses depois de começar nos bastidores, podemos anunciar com grande felicidade que Ligia se rendeu de vez aos nossos encantos. Juliana Almeida, que cuidava do site, está saindo e Ligia vai assumir o comando.

Bem-vinda, Ligia! É com muita honra que temos a companhia de seu espírito inquieto e olhar aguçado para as causas femininas! Literalmente, você agora está por trás das telas do CineMaterna.

Ligia com Rafael, filho da Gláucia

segunda-feira, 18 de junho de 2012

Porta-bãrni

Temos muitos equipamentos nos cinemas: trocadores, banheira, caixas de fraldas e de estoque, banners, pedestais de banner. Para evitar extravios, fizemos uma ENORME sacola de banner. Cabe uma pessoa dentro!

Com Gláucia dentro
Esta sou eu. Dá para identificar pelo crachá
A Taís é mais alta,
mas pode usar como vestido tomara-que-caia
Rafael sempre metido em nossas estripulias

Carinhosamente chamamos banner de bãrni. Claro que nosso porta-bãrni é pink, confeccionado especialmente para o CineMaterna. Grande e com essa cor, não tem como perder, certo?

quinta-feira, 14 de junho de 2012

Currículo divertido

Bom saber que há mães bem-humoradas pelo Brasil afora. Este texto chegou a nós como resposta a um anúncio para voluntária em Brasília:
Sou relógio despertador, cozinheira, arrumadeira, professora, babá, enfermeira, cabeleireira, personal stylist, motorista, segurança, psicóloga, caixa eletrônico, parque de diversões, GPS (encontro tudo!) e estou de serviço 24 horas por dia nos 365 dias do ano! Tenho um beijo que sara “dodói” e um abraço que passa qualquer problema. Sou a escolhida na doença ou quando acordam a noite. Sou mãe e, apesar de tanto trabalho, AMO essa vida que escolhi!
Precisamos juntar a este currículo: manobrista de carrinho de bebê, "seguradora de lanterna" em troca de fralda no escuro, montadora de banner e trocadores, "contadora" de adultos e bebês no cinema, participante ativa em rodas de conversa depois de filme. Aí ficará imbatível!

segunda-feira, 11 de junho de 2012

Lançamento em Campo Grande (MS)

Várias histórias cruzaram o lançamento do CineMaterna em Campo Grande, Mato Grosso do Sul. Para começar, vou contar um pouco sobre os patrocínios que viabilizam o CineMaterna. 

O grande patrocinador desta iniciativa tão bacana que você conhece é a Natura, com a linha Mamãe e Bebê. Graças a ela, conseguimos a expansão para as principais capitais do Brasil, mantemos a maior parte da estrutura e deixamos as sessões com o delicioso aroma Mamãe e Bebê.

Obs: todas as fotos deste post foram tiradas em Campo Grande. Mais fotos do lançamento aqui

Sacola verde da Natura Mamãe e Bebê com brindes do lançamento
Banner da Natura "guardando" o estacionamento de carrinhos

Bepantol Baby é o segundo e mais recente patrocinador do CineMaterna, garantindo o bumbum de bebês protegidos de assaduras.


Mas, para chegar a Campo Grande, contamos com uma bem-vinda "força" extra. Entraram em cena o Shopping Campo Grande, as lojas Crocs e PUC e Pirô Festas.

Banner com os logotipos dos patrocinadores
Taís com as gerentes do shopping
Eu curto Crocs! 
(coincidentemente estava usando Crocs neste dia)
PUC distribuiu bexigas às mães e bebês

Habitualmente nas novas cidades, Taís Viana e eu fazemos uma viagem pré-lançamento para selecionar equipe, vistoriar cinema e conhecer patrocinadores locais. Depois, voltamos para acompanhar o evento. As idas a Campo Grande foram marcadas por um estranho fato: Taís perdeu a hora de acordar na primeira viagem e eu perdi na segunda. A peculiaridade é que isso nunca tinha ocorrido antes nos quatro anos em que trabalhamos juntas. Foi acontecer justamente nas idas à mesma cidade. Sabe o que isso significa? Não faço ideia. Rs. 

Aí teve o tradicional ritual de levar muita bagagem. O desafio começou no aeroporto.

As caixas dos trocadores precisaram de uma ajuda
para fazer a curva na esteira do aeroporto.
Colocar nos carrinhos foi fácil...
... duro foi acomodar tudo no táxi.
Chegando ao cinema, conseguimos um lugar inusitado como "depósito":
atrás do cartaz de um filme
A partir da esquerda: eu, Larissa, Sabrina, Taís e Paula
Pai que veio só, com o filho
Ai, essa vida de estrela!
Mais uma emissora!
Trocadores em pleno uso

Assim, chegamos à 18º cidade do CineMaterna, desbravando o Centro-Oeste do país. Agora, as mães de Campo Grande podem, com seus bebês, espalhar finais felizes pelos corredores do cinema.