sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Foi ao cinema e quase pariu

Um lançamento é trabalho para muita gente. Dois lançamentos é trabalho para muito mais!

Tivemos dois lançamentos esta semana. Um na segunda-feira, outro na terça-feira, repletos de emoção: ansiedade antes, alegria e comoção durante, sensação boa e recompensadora depois. Tantas sensações merecem dois posts separados.

Este será dedicado ao lançamento do CineMaterna na Cinépolis do Mais Shopping Largo 13. Fizemos parceria com o Programa Einstein na Comunidade Paraisópolis e com a Casa Ângela, sobre a qual já comentei aqui no blog. Convidamos famílias que têm dificuldade de acesso à cultura. Só a primeira entidade levou mais de 50 mães! Foram cinco micro-ônibus trazendo mães, bebês, pais, irmãos e avós.

Alexandra indicando o caminho
Comissão CineMaterna, pronta para receber o público
O shopping parou para ver tamanha concentração de bebês...
indo ao cinema (?)!
Chegaram, chegaram!

A equipe do cinema esteve bastante mobilizada com a sessão. Todos ajudaram a distribuir pipoca e bebida, cortesia da Cinépolis. A enfermeira, coordenadora do Programa Einstein, ficou profundamente comovida quando lhe contei que era oferecimento do cinema. Eu também fiquei, quando recebi e-mail nos informando disso.

Já que o bebê ainda está barriga,
trouxe a boneca!
Esperando o filme começar
Nossas garotas-propaganda, no jornal do shopping, anunciando a sessão

Por vários momentos, senti ondas de emoção e os olhos marejados. Continha as lágrimas e seguia correndo para que todos os detalhes funcionassem bem. Quando as luzes baixaram, começou a magia do cinema! O filme? O Homem do Futuro, com Wagner Moura e Alinne Moraes.








Sabe quantas pessoas foram? 200! Olha só o "contador de gente", separando adultos e bebês:

Taís "tatuou" no pulso qual mão contava os bebês para não se perder

Havia algumas grávidas na sessão, vindo por meio da Casa Ângela, onde fazem o acompanhamento pré-natal. Ingrid, gravidíssima e barrigudíssima de Enzo, andava pelos corredores durante o filme, pois estava sentindo contrações. E não é que a bolsa estourou ao final do filme? (Vou confessar: sempre quis que isso acontecesse comigo!) Cercada de enfermeiras, Ingrid não podia estar mais bem assessorada. Aliás, ela era a pessoa mais calma nesse momento. (O bebê ainda demorou dias para nascer, derrubando o mito de que bolsa estourada requer o corre-corre que vemos em filmes. Logo estarão no cinema conosco!)

Veja mais fotos desta sessão aqui.

Daqui a um mês tem mais! As sessões serão mensais, as ONGs receberão ingressos para que as mães possam ir com seus bebês ao cinema. Nossos mais sinceros agradecimentos aos que nos ajudaram a realizar este sonho: as ONGs parceiras, a Cinépolis e nossas coordenadoras voluntárias. Para nós, foi inesquecível.





7 comentários:

  1. Simplesmente LINDO!!!!

    Fico feliz ao ver a iniciativa de levar quem não teve a oportunidade de entrar em contato com as diversas maneiras de expressão da cultura.

    Parabéns a todos!

    ResponderExcluir
  2. Muito legal mesmo! Eu estava lá!
    Não sabia que ia tanta gente! Só lá que eu soube que era uma Sessão social. Cheguei super atrasada mas valeu a pena!

    ResponderExcluir
  3. Meninas, que show! Parabéns pela iniciativa e pelos parceiros!!!

    ResponderExcluir
  4. Que linda esta sessao foi... Parabens a tod@s que trabalharam tanto para ela acontecer.

    ResponderExcluir
  5. Parabéns pelo lindo trabalho!!!

    ResponderExcluir
  6. Gostamos muito de participar!!!!
    Parabéns!!!
    Andrea e Lara
    http://coisas-da-lara.blogspot.com/

    ResponderExcluir