terça-feira, 11 de maio de 2010

Oi meu filho...

Consegui sobreviver à pior fase da gravidez (para mim). Passou a imensa e profunda fraqueza e mal-estar que assolavam meu corpo. Não era sono, era fraqueza mesmo. Ainda estou enjoada, mas o humor melhorou 956%. Não sinto mais necessidade de morder ninguém, nem de afirmar a cada cinco minutos que esta é a última vez que engravido (mas é, tá?), que quero desistir.

Sei que outros sintomas estão por vir, mas para mim, este início de gravidez é de matar (ou morrer). Dramático, mas genuíno. Invejo profundamente as mulheres que engravidam e não sentem NADA. Nem escrevi sobre isso antes, porque provavelmente, faria uma apologia do aborto ou um manifesto anti-gravidez.

De repente, passou. Por que três meses, para a maioria das que passam mal? Pensando sobre isso, mergulhei em meu útero e vi meu bebê, que tanto precisou de minha energia para virar um serzinho. Tá lá, pequenino, mas praticamente formado. A mágica da vida...

Agora será mais fácil, para mim e para ele.

4 comentários:

  1. Parabéns! Muita saúde pra vocês dois!!

    ResponderExcluir
  2. Oi Vanessa, que saudade! Espero que estejas bem!

    Beijo grande
    Irene

    ResponderExcluir
  3. que lindo! ai,que saudade que me da da minha gravidez..rsrs...sim,estou sentindo que os sinais que estou pronta para ser mamae de novo estao chegando..tomara que meu bolso e minhas forças tb me acompanhem!!!hehehe..
    adoro a proposta de vcs! quem sabe com a chegada de um outro baby eu vou finalmente a um cineminha com vcs??ja pensou que tudo??rsrs..
    bjs!

    ResponderExcluir
  4. Nossa irenbe, esse humor melhorou e muito ein...
    Eu t entnedo perfeitamente. Pois sofri muito nessa fase.
    pedia todo dia para acabar logo.
    E o mais engraçado, eu dizia para a Barriga: "-Nina, um dia você será mãe e passará por isso também, dá um desconto e me faz sentir bem hoje, vai..."

    Acho que enjoei durante 4 meses pois nina era Samuele e não estava nem aí.

    =)

    ResponderExcluir