quarta-feira, 3 de março de 2010

Como seria...

A Alinye fez parte da nossa equipe até o mês passado, atuava na área comercial do CineMaterna. Saiu porque nossas necessidades mudaram e precisamos de alguém que pudesse dedicar mais tempo conosco. Ela escreveu esta mensagem no ano passado e eu guardei, para postar um dia - como hoje.

Fiquei pensando, como a minha vida estaria diferente hoje se não fosse o CineMaterna. Provavelmente teria voltado a trabalhar, pois eu já estava quase entrando em depressão de não ter o que fazer e sem ninguém pra conversar o dia todo. O Pedro passaria o dia no berçário, não teria sido amanentado exclusivamente até os 6 meses e não continuaria mamando até hoje como ele faz. Possivelmente não seria tão prodígio como ele é. E o pior de tudo, eu não estaria presente na maior parte das conquistas dele (lágrimas nos olhos agora). Nossa, tenho muito a agradecer a vocês por enfrentarem todas essas dificuldades para quem sabe mudar a vida de outras mães como eu. Que através do CineMaterna conheci pessoas maravilhosas, montei um negócio e estou muito feliz de passar todo o tempo com o meu pequeno.

Pedro já vai à escolinha, é um pequeno ser independente. Alinye está tocando seu negócio, com os desafios de um empreendimento que está começando. E nós estamos aqui, orgulhosas de ver mais uma família seguindo seu rumo.

Um comentário:

  1. As palavras dela de certa forma refletem a minha realidade também, pois eu não voltei a trabalhar "normalmente" e ter o cinematerna atividade de lazer e de responsabilidade me faz sentir viva.
    beijos meninas.

    ResponderExcluir