segunda-feira, 27 de abril de 2009

Feliz Aniversário, Helena!

Hoje a Helena faz um ano. Ela veio à CineMaterna pela primeira vez quando ainda éramos um grupo informal, trazida pela Ligia quando ela tinha um mês. Era uma pitoquinha de gente, pequenina. Helena era um bebê dorminhoco: preferia a soneca a mamar. A Ligia estava numa rotina enlouquecedora, de ter que acordar a Helena de tempo em tempo para oferecer o peito, inclusive de madrugada, de forma regrada, para a filha ganhar peso. Fora os palpites, as pressões, a nova vida com um bebê recém-nascido... Cansada, ela deu um basta e saiu com a Helena, aparecendo no cinema.

Naquele dia, ao final da sessão, depois do café, eu só lembro do lindo sorriso da Ligia, comentando feliz que a Helena tinha mamado muuuuito, para sua surpresa. Eu fiquei profundamente emocionada, não só com a reação da Helena, mas também com a luta e persistência da Ligia em amamentar, que ainda durou alguns meses.

A Ligia virou CineMaterna de carteirinha. Helena foi crescendo, crescendo...

Dali a um tempo, Ligia aparece com um novo negócio! Como não conseguia encontrar uma bolsa apropriada às suas necessidades de mãe, criou a Bebêchila, uma mochila adaptada para a mãe e o bebê. A maternidade mexe com as mulheres e muitas repensam a sua vida profissional. Ligia fez isso quietinha e rapidamente. Foi lindo de ver. Abriu seu negócio e o toca com muita delicadeza e firmeza.

E hoje... Helena, com seu olhar maroto, completa um ano! Ligia e Helena continuam frequentando as sessões. É especial acompanhar esta dupla tão linda. Ligia, feliz 1 ano como mãe...
CineMaterna tem muitas e muitas histórias. Podia ficar aqui por dias. Mas hoje resolvi fazer esta homenagem. Já estou pensando como vou me multiplicar para acompanhar as histórias do Rio e de Campinas também. Alguma ideia brilhante?

quinta-feira, 23 de abril de 2009

Mais uma grávida

Eu tinha brincado que estava 1 x 0 no placar de grávidas na CineMaterna, com o Rio à frente. E disse que tinha uma tentante entre as coordenadoras de sessão de São Paulo. Pois é, a Cinthia faz gol de cabeça. Nem bem começou a tentar, já está grávida!

Na foto, tirada no lançamento oficial da CineMaterna em agosto do ano passado, ela é a segunda a partir da esquerda. Lindíssima, com o Matheus ainda bebê no colo. Hoje ele está com 1 ano, como o tempo passa! A Cinthia apareceu um dia quando ainda éramos um grupo informal que invadia os cinemas, tinha lido a nosso respeito em uma matéria e foi ficando... Hoje coordena as sessões no Market Place.

Cinthia, parabéns! É com muito carinho que recebemos esta notícia! Daqui a alguns meses, ela passará para o lado do público de volta... Alguém se candidata a substituí-la? Já vou avisando que não é nada fácil! ;o)

Aprovação da vinheta

Esqueci de contar. Quem aprovou a vinheta de convivência foi o Max, meu filho. Ele estava mamando deitado no meu colo, comigo na frente do computador. Pus a vinheta, ele não estava nem vendo, mas começou a dançar no meu colo, deitado mesmo. Quando acabou, ele falou: "mais!". Depois da sua reação, eu não tive dúvida que a vinheta estava boa!

video

Este filme foi gravado algum tempo depois da sua primeira reação. Sempre vem ao meu escritório, pede para sentar no meu colo, aponta o computador e fala "mais!". Em uma das vezes, vi que ele aprendeu a batucar também. Só falta um pouco de ritmo, hehehe.

video

quinta-feira, 16 de abril de 2009

Vinheta de Convivência

Temos uma vinheta nova! Está passando antes dos filmes, no Espaço Unibanco e no Arteplex (SP e RJ). Graças à tecnologia digital, conseguimos passar a vinheta somente nas nossas sessões. Quem faz isso é a Rain e o cinema nos cedeu o espaço da vinheta. Obrigada Adhemar e Patricia! Em cinemas que só usam película, não dá, teria que passar em todas as sessões, e isso custaria muuuuuuito caro.

A vinheta é um presente especial, pois foi inteiramente desenvolvida por CineMaternas e Paternos que já vieram às sessões: a animação é de Tati Wexler, a música de Márcio Arantes (marido da Isadora Canto) e com efeitos sonoros do Estúdio Angels, do Zé (marido da Ligia de Sica).

Todos cederam seu trabalho: um imenso e carinhoso MUITO OBRIGADA!

video

quarta-feira, 15 de abril de 2009

Vitalidade de filho

Ontem vimos Vitus, um filme suíço, simples e tocante, especialmente para uma mãe. É um filme que trata de um tema delicado: uma criança prodígio para a música e super-dotada. Como é isso para uma mãe? Como será que ela se sente, como vai educar seu filho? Incentiva seu talento? Mãe é mãe, se orgulha até do jeito que o filho pisca e faz charme, imagina se ele tocar piano virtuosamente bem aos seis anos de idade... Apesar de ser brilhante, Vitus, o menino do título, não deixa de ser uma criança, que faz birra, que quer brincar e que vira um adolescente com suas rebeldias. Sempre com um toque de gênio.

Especial é a relação com o avô, um confidente e um resgate da normalidade na vida do menino. Fiquei com saudade da minha avó, tão querida, que partiu há alguns anos.

Acho que o mais interessante do filme é poder enxergar de fora a dinâmica de uma família que é tocada por uma criança especial: seus dilemas, erros, aprendizados e recompensas. Sem pieguice.

De muito longe

Ontem vieram três mães, amigas, todas de metrô: uma veio do Ipiranga, a outra de Mauá e uma de Guarulhos. Ipiranga, com o metrô, ficou realmente perto. Mas Mauá e Guarulhos é longe pacas e eu as admirei por terem enfrentado a jornada de duas horas para se encontrarem e irem ao cinema com seus bebês.

Vou aproveitar e prestar homenagem à Elly, que criou o nome CineMaterna, que mora em Santo André e vinha às sessões com seu lindo e grande Caetano no sling.

segunda-feira, 13 de abril de 2009

A lua no Rio

As sessões regulares do Rio começaram! Teve gente que veio na semana anterior no lançamento, teve gente estreando. Teve imprensa, pipoca, mães, pais, bebês, café e... bolo de laranja! O bolo do café do Arteplex é muito conhecido e, claro, delicioso!

Chegando em casa, recebi um e-mail da Alexandra, uma das coordenadoras que estava na sessão (além da Ruth e eu):

Tivemos um super presente no final - Irene já tinha partido e estávamos caminhando para o ponto de ônibus quando, de frente para a enseada, Ruth se deparou com uma gigantesca bola amarela surgindo entre o Pão de Açúcar e um morro com mata - era a Lua Cheia. Estava incrivelmente bem localizada, dava uma superfoto. Pensamos se Irene pudesse ter visto essa Lua conosco. Sentamos para contemplar um pouco e trocar idéia sobre nossos filhos queridos, sobre a nossa CineMaterna, sobre a mulher que nos tornamos depois de "parirmos". E eu? Saí da CineMaterna "zureta", com uma sensação psicodélica. Ainda bem que Ruth estava comigo, assim eu consegui achar o rumo de casa, rs!


Sem saber, estávamos sim, conectadas. Eis a minha resposta:

Fiquei arrepiada ao ler a história da lua. Sim, eu vi, é uma lua que só tem no Rio, enorme, amarela, bem baixinha, do lado do Pão de Açúcar. Eu cheguei a pegar a minha máquina mas não deu tempo de fotografar...

Ficou gravado na memória.

quarta-feira, 8 de abril de 2009

Mãe desacompanhada

Ontem veio uma mãe sem bebê. Ela é frequentadora das sessões com seu caçula, que aliás, acaba de "vencer" - já completou 18 meses. Veio sozinha, tirou o dia para si, ia para um show à noite, com o marido. Veio assistir o filme, foi para o café, ficou papeando... Podia ter ido em qualquer cinema, mas veio à nossa sessão. Fiquei comovida...

sexta-feira, 3 de abril de 2009

Lançamento no Rio de Janeiro!

Ontem foi o lançamento da CineMaterna no Rio de Janeiro. Pré-estreia de Divã no Unibanco Arteplex Botafogo, com equipe carioca e paulista. 10 mulheres de camiseta pink recepcionaram as mães cariocas. Foi a estreia do nosso "uniforme".


Alexandra, Ana Lúcia, Taís e eu fomos de São Paulo encontrar as maravilhosas coordenadoras de sessão cariocas: Alexandra, Bianca, três Renatas e Ruth.

A partir da esquerda: Taís, Ruth, Alexandra, Ana Lúcia, Alexandra,
Renata, Renata, Bianca, eu e Renata. Liane e a linda Lumi, que tem nos
ajudado muito na divulgação, ao centro. Foto de Luiz Frota.

Antes da sessão começar, várias mães sentaram no chão da sala e ficaram conversando, com os bebês interagindo entre eles, num clima de pracinha.

Foto: Luiz Frota

Sim, foi lindo! Vieram mais de 90 adultos e 70 bebês. Bebês de seis semanas a 18 meses, mães, pais, tias e tios, avôs e avós, babás, amigos, enfim, sala cheia.


Um agradecimento especial ao Luiz Frota, que fotografou a sessão com tanto carinho.

Ao final, estávamos felizes e exaustas. Taís e Ana não perderam o bom humor e no voo da volta criaram uma foto para mostrar o estado em que estávamos.


Eu ia terminar o post com esta foto, mas resolvi deixar o fechamento com o público. Hoje de manhã, ao abrir o e-mail, vi o primeiro depoimento de mãe carioca, enviado ontem no final da tarde:

Me chamo Dominike, sou mãe do Vitor de 9 meses. Fui na estreia da CineMaterna no Unibanco Arteplex no Rio de Janeiro e foi maravilhoso. Há uma equipe de meninas vestidas de rosa que nos ajudam em tudo, até comprar pipoca e tirar foto elas fazem. Somos bem acolhidas e nos sentimos em casa! É muito bom ver tantas mães com bebês como a gente e ver que agora é possível nos divertir. Obrigada CineMaterna.

De nada, Dominike. Cidade Maravilhosa, chegamos para ficar!