domingo, 20 de setembro de 2009

Uma Prova de Amor

A pequena Anna não é doente, mas bem que poderia estar. Por onze anos, ela foi submetida a inúmeras consultas médias, cirurgias e transfusões para que sua irmã mais velha Kate pudesse, de alguma forma, lutar contra a leucemia que a atingiu ainda na infância. Anna foi concebida para que sua medula óssea prorrogasse os anos de vida de Kate, papel que ela nunca contestou... até agora. Tal como a maioria dos adolescentes, ela está começando a questionar quem ela realmente é. Mas, ao contrário da maioria dos adolescentes, ela sempre teve sua vida definida de acordo com as necessidades da irmã. Então, Anna toma uma decisão que seria impensável para a maioria, uma atitude que irá abalar sua família.

Uma Prova de Amor é um filme de mãe. Mãe feroz, mãe zelosa, mãe batalhadora, mãe cuidadora, mãe forte, mãe decidida. De um amor infinito. Mãe.

Mas é também um filme de filhos. Que sentem, que pensam, que se revoltam, que amam, que encantam.

E não posso deixar de mencionar que é um filme de pai. Um pai que está sempre presente e atento, de olhar terno para os filhos, que ama de forma diferente, mas tão intensamente quanto uma mãe.

Um comentário:

  1. A vida como ela é.
    Tem uma vizinha minha que já tem 4 filhos e a caçula está com essa doença, e o médico fez essa proposta para ela, ter outro filho para poder salvar a sua.
    Conflitos, pensamentos, dúvidas.
    Vou indicar o filme a ela....
    bjs gente

    ResponderExcluir