quinta-feira, 11 de junho de 2009

Filme doce

Hoje é feriado. Filho com os avós, vou com o marido ao cinema. 14h, primeira tentativa de filme, sessão já lotada. Mudança de planos, vamos assistir Caramelo.

Que grata surpresa!

Fiquei encantada com o filme, absolutamente feminino, doce e delicado. Filme sobre mulheres, dirigido por uma mulher. Aliás, uma mulher belíssima, como várias que aparecem no filme. É um filme que eu chamaria de "simples", sem trama rebuscada, mostrando histórias cotidianas, dramas e risos em uma sociedade que pouco conheço. Quando penso em Líbano, a primeira imagem que me vem à mente é a guerra. Sobre isso, Nadine Labaki, diretora e atriz principal do filme, comenta em uma entrevista:

É, acho que evitei esse tópico (a guerra), mas evitá-lo também foi um ato político. Primeiro, porque vivi a guerra por muito tempo. Então, queria falar sobre outras coisas, achei que seria mais interessante mostrar um outro lado do Líbano, que as pessoas e a mídia não conhecem. Não sei se tenho algo a acrescentar sobre a guerra. Ainda assim, acho que a política está em todo o filme, mesmo que ninguém fale diretamente sobre ela.

Foi nesta entrevista que descobri que as mulheres do filme não são atrizes, o que me faz admirar ainda mais o trabalho desta diretora.

Saí do cinema querendo escrever este post. É a minha forma de compartilhar a emoção deste dia frio.

Um comentário:

  1. Querida,
    Veja este post:
    http://www.rainhasdolar.com/index.php?catid=9

    Vcs me deixaram com água na boca para assistir ao filme!

    Beijos!!!
    Pérola

    ResponderExcluir