quarta-feira, 15 de abril de 2009

Vitalidade de filho

Ontem vimos Vitus, um filme suíço, simples e tocante, especialmente para uma mãe. É um filme que trata de um tema delicado: uma criança prodígio para a música e super-dotada. Como é isso para uma mãe? Como será que ela se sente, como vai educar seu filho? Incentiva seu talento? Mãe é mãe, se orgulha até do jeito que o filho pisca e faz charme, imagina se ele tocar piano virtuosamente bem aos seis anos de idade... Apesar de ser brilhante, Vitus, o menino do título, não deixa de ser uma criança, que faz birra, que quer brincar e que vira um adolescente com suas rebeldias. Sempre com um toque de gênio.

Especial é a relação com o avô, um confidente e um resgate da normalidade na vida do menino. Fiquei com saudade da minha avó, tão querida, que partiu há alguns anos.

Acho que o mais interessante do filme é poder enxergar de fora a dinâmica de uma família que é tocada por uma criança especial: seus dilemas, erros, aprendizados e recompensas. Sem pieguice.

Um comentário:

  1. Nos aqui do rio vimos nessa quinta e ADORAMOS!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir